Blog Realizarte Palestras

Falando de Saúde, Segurança do Trabalho e Motivação!

ambiente de trabalho livre de acidentes

Seis características do ambiente de trabalho livre de acidentes

SIPAT online

Quando se pensa em ambiente de trabalho livre de acidentes, muitos acabam tendo uma ideia limitada a lugar. Consideram que ambiente é apenas o espaço físico onde a atividade laboral é desenvolvida.

Neste artigo, vamos mudar a sua ideia sobre isso e ampliar os seus horizontes sobre esse termo e sobre o que é necessário para ter um ambiente seguro e, consequentemente, livre de acidentes.

É essa informação que você precisa para aplicar na sua empresa? Continue a leitura e saiba, nas dicas abaixo, como é possível aplicá-las na sua empresa.

As dicas desenvolvidas neste texto são:

  1. Funcionários treinados e atualizados
  2. Mantenha o ambiente limpo e organizado
  3. Sinalize o ambiente
  4. Os funcionários devem fazer o uso de EPI
  5. Não faça improvisação
  6. Máquinas e equipamentos devem estar com a revisão em dia

1. Funcionários treinados e atualizados

Antes de pensar em um ambiente de trabalho livre de acidentes é preciso preparar aqueles que estarão nesse espaço: os funcionários. Eles precisam conhecer a sua atividade, conhecer as normas de segurança adotadas pela empresa, é preciso que sejam mostrados os possíveis riscos que a atividade, o material e/ou os equipamentos e máquinas podem oferecer.

Além dos assuntos mais formais e mais ligados ao trabalho, alerte-os que nesse espaço é preciso muita atenção e algumas posturas devem ser evitas, como: conversas, brincadeiras, uso de celular etc.

Manter o foco no desenvolvimento da atividade, sobretudo, aquelas que já são consideradas de risco, certamente é um dos principais fatores para evitar acidentes.

Esse é o ponto de partida quando queremos ter e oferecer um ambiente seguro: funcionários que estejam preparados para lidar com os riscos.

2. Mantenha o ambiente limpo e organizado

Itens largados no chão, piso molhado ou escorregadio, tapetes que possam causar tropeço, ferramentas espalhadas ou colocadas em locais indevidos etc. Essas são algumas das coisas que devem ser evitadas em um local de trabalho.

Um ambiente limpo e organizado é fundamental para aqueles que atuam nele. Esses aspectos permitem que os funcionários, embora estejam atentos aos riscos, confiem no espaço que eles circulam e saibam em qual local podem encontrar ferramentas, documentos, e quaisquer itens necessários para o momento.

Os acidentes de trabalho nem sempre estão relacionados à execução da atividade em si, ele pode acontecer de forma simples e inesperada. Por isso não é de menor importância considerar limpeza e organização como medidas para um ambiente sem acidentes.

3. Sinalize o ambiente

Na primeira dica mencionamos a importância de treinar e de atualizar os funcionários sore o espaço, a atividade, as máquinas e ferramentas, dicas de segurança etc. Para ajudar a compor um ambiente seguro, é importante que algumas informações estejam à disposição de quem circula nele e isso inclui os funcionários, mas não é apenas para eles.

Para os clientes, caso seja um ambiente que recebe visitas; para a comunidade externa, caso receba visitas etc. O fato é que um ambiente sinalizado reforça a importância de estar atento aos riscos e perigos.

As placas de sinalização podem ser desde a informação de que o piso está molhado a um risco de radiação. Informação nunca é demais e, em alguns cenários, ela é até obrigatória.

4. Os funcionários devem fazer o uso de EPI

Como já mencionamos anteriormente, pensar em ambiente de trabalho é considerar também que atua nele. Sim! O uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual) é uma das características de um ambiente seguro. Esse equipamento, em alguns casos, pode até não evitar um acidente, mas certamente diminuirá as consequências que ele causaria.

Dinâmicas para SIPAT

Imagina o cenário de chegar em um obra e ver os funcionários sem capacetes, protetor auditivo, luvas, botas adequados e/ou afins. Qual a primeira impressão que os funcionários e, consequentemente, o ambiente passam? De insegurança.

Por isso, o EPI é, com certeza, muito importante para compor um ambiente seguro.

5. Não faça improvisação

Adaptação de ferramenta, adaptação de EPI, substituição de funcionário de uma área por um de área diferente ou qualquer outra ação que seja uma improvisação deve ser evitada.

Quando falamos de segurança e queremos tê-la no ambiente de trabalho, a palavra improvisação não deve ser uma opção em momento nenhum. Faltou a ferramenta adequada? Não tem o EPI pertinente para a função ou para o colaborador?

É necessário dar uma pausa, identificar o motivo que isso está acontecendo (visto que trabalho é planejamento e falhas desse tipo não podem acontecer) e solucionar o problema.

Não se deixe levar pelo argumento de que a improvisação é apenas provisória. Nesse momento, um acidente pode deixar marcas permanentes na vida do(s) funcionário(s) e até mesmo na empresa.

6. Máquinas e equipamentos devem estar com a revisão em dia

Não só o espalho e o funcionário devem estar em conformidade com as normas. As máquinas e os equipamentos também precisam.

Então, é de extrema importância que as máquinas e os equipamentos tenham passado por revisão. Somente a partir disso, falhas podem ser identificadas, danos podem ser reparados e os ajustes adequados poderão ser feitos.

Mantenha os instrumentos de trabalho com a manutenção/revisão em dia e evite uma das principais causas de acidentes no ambiente de trabalho.

 

Diante do que foi tratado neste texto, deixamos evidente que o ambiente não se resume a um espaço físico. Tudo que está nele ajuda a compor esse termo.

Afinal, não adianta ter um espaço físico considerado seguro sem que tenham pessoas que estejam aptas para mantê-lo seguro. Não se pode apenas qualificar o funcionário para evitar acidentes sem fornecer a eles equipamentos de segurança adequados.

Ambiente seguro e funcionários qualificados não evitarão que máquinas falhem ou não precisem de manutenção. Com isso, concluímos que existe um tripé quando falamos de ambiente de trabalho seguro: espaço físico, pessoas e máquinas.

Considere os três e evite acidentes de trabalho!

Este texto foi útil para você? Compartilhe-o na sua rede profissional e mostre que você está atento ao que acontece na sua área.

Precisa de alguma dica ou tem alguma dúvida sobre esse assunto ou a outros relacionados à Segurança do Trabalho? Entre em contato conosco que te ajudaremos!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!

Pesquisar

Segurança do trabalho Guia passo a passo para montar a SIPAT
, , ,
NR-5: o que é CIPA, para que serve e qual a sua missão?
SIPAT: atividades que fazem a semana mais produtiva

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.