Blog Realizarte Palestras

Falando de Saúde, Segurança do Trabalho e Motivação!

Quais os principais pilares da gestão de pessoas

Quais os principais pilares da gestão de pessoas?

SIPAT online

Manter a motivação dos colaboradores é algo imprescindível para o sucesso das empresas. Por esse motivo, os pilares da gestão de pessoas trabalham com soluções práticas que visam melhorar o clima organizacional, justamente para manter a harmonia entre as equipes.

Afinal de contas, não é de hoje que vários estudos mostram o quão importante é a satisfação dos funcionários, já que eles são os grandes responsáveis pela produtividade da empresa e estão em contato direto com o público.

Além disso, os profissionais atuais não valorizam apenas os salários e benefícios. Eles também buscam um ambiente de trabalho que reconheça seus talentos e contribua para o crescimento em âmbito pessoal e profissional.

É trabalhar de dentro para fora – e isso vale para todos os tipos de empresas, seja uma consultoria contábil, um comércio ou indústria.

No artigo de hoje, vamos falar um pouco quais são os principais pilares da gestão de pessoas e trazer dicas de como aplicá-los ao seu negócio. Acompanhe a leitura!

Principais pilares da gestão de pessoas

1 – A motivação

É claro que a motivação aparece como o primeiro pilar da gestão de pessoas – e não podia ser diferente, pois é ela que influenciará na forma como os colaboradores se comportam e mantêm o relacionamento com a empresa.

Motivar a sua equipe é essencial para que todo o plano de negócios seja colocado em prática. Até mesmo para pequenos objetivos, como aumentar a venda de um carrinho plataforma aço inox.

Afinal de contas, a falta de motivação leva à diminuição da produtividade ou até mesmo o turnover (quando os colaboradores deixam a empresa em busca de novas oportunidades).

Aqui, é importante que o gestor de pessoas compreenda o que realmente motiva cada um dos colaboradores. Para isso, ele pode fazer uma pesquisa de satisfação, verificando alguns pontos:

  • O salário é atrativo para os funcionários?
  • As equipes buscam novos incentivos e benefícios?
  • Os colaboradores estão alinhados com os valores da empresa?
  • As pessoas têm interesse nos planos de carreira?

Por esse motivo, o pilar da motivação depende diretamente do conhecimento acerca dos profissionais envolvidos na sua empresa. Ou seja, é preciso identificar as necessidades dos colaboradores.

Na gestão de pessoas, há um conceito muito famoso que ajuda a identificar a motivação das pessoas. É a Pirâmide de Maslow, que elenca as necessidades dos colaboradores em: auto realização, estima, relacionamentos, segurança e fisiológicas.

Assim, quando esses fatores estão em equilíbrio, é possível ter uma equipe muito mais motivada. Dessa forma, os objetivos são alcançados com mais facilidade, seja para vender calandra de chapas ou para aumentar a visibilidade da marca.

2 – A comunicação

A comunicação é o segundo pilar de uma gestão eficiente de pessoas. Até porque, ela é a grande responsável pelo compartilhamento de informações, valores e para a manutenção de um clima favorável na empresa.

Todo líder ou gestor reconhece a importância da comunicação. Para que um empreendimento alcance o sucesso em seus objetivos, é preciso repassar informações de maneira clara, transparente e objetiva.

Muitas vezes, os ruídos e falhas de comunicação são os grandes vilões, pois eles podem causar intrigas, desentendimentos e quedas na produtividade.

Vale dizer que a comunicação não deve ser unilateral. O colaborador também deve se sentir à vontade para expressar suas dúvidas a respeito de um aparelho para testes de alta descarga, por exemplo, ou insatisfações com alguma ocorrência.

3 – O trabalho em equipe

Todos nós precisamos aprender como trabalhar em equipe. Mas nem sempre essa relação é fácil, já que cada ser humano é diferente, seja em suas crenças, valores ou ideias.

Por esse motivo, a gestão de pessoas deve oferecer as ferramentas necessárias para a integração das equipes, mantendo um clima organizacional agradável e próspero dentro da empresa.

É preciso ter em mente que a organização é como se fosse um único organismo. Sendo assim, os colaboradores devem estar em sintonia para garantir o funcionamento de uma portaria remota, por exemplo.

Para isso, é necessário promover a interação natural entre os colaboradores. Isso pode ser feito com a organização das atividades – inclusive, softwares de gestão de tarefas podem ajudar muito nisso.

Também é interessante realizar reuniões para acompanhar o desenvolvimento de cada projeto. Quando todos da equipe conhecem as etapas que estão sendo feitas, é mais fácil manter a produtividade e o foco.

Por exemplo, se a equipe de vendas sabe como anda a fabricação de um filtro ciclone, ela saberá a quantidade adequada de produtos disponíveis. Assim, toda a dinâmica produtiva se torna integrada.

Mas nem só de trabalho vive o seu time. É fundamental propiciar momentos de lazer, justamente para tornar a convivência mais harmoniosa. Isso pode ser feito com confraternizações, festas e eventos da empresa.

4 – A competência

É importante que o gestor saiba identificar as competências de cada um dos colaboradores. Isso ajuda a orientar melhor cada um dos trabalhos e faz com que as pessoas se sintam reconhecidas pelas suas habilidades.

Assim, o gestor pode indicar para o trabalho de torneamento usinagem alguém que tem experiência e conhecimento na atividade. Além de contribuir para a melhor produção da empresa, o próprio colaborador se sente mais à vontade no cargo.

Uma dica para identificar essas competências é implementar sistemas de avaliação, conhecendo mais sobre o perfil de cada um dos funcionários. As dinâmicas de trabalho também são ótimas alternativas para verificar os conhecimentos e habilidades de cada um.

5 – O desenvolvimento

A empresa deve oferecer subsídios para que os seus colaboradores se desenvolvam pessoalmente e profissionalmente. Afinal de contas, o aprimoramento das equipes está diretamente relacionado com a maior produtividade.

Por exemplo, o seu negócio pode promover um treinamento de vendas, ensinando como os funcionários podem convencer os clientes a adquirirem uma válvula de retenção com preço na promoção.

Os treinamentos e capacitações são ótimas maneiras de aprimorar o desenvolvimento. Além do mais, é uma forma de identificar os talentos e trabalhar com esses colaboradores ainda mais, oferecendo benefícios e recompensas.

Dessa maneira, é mais fácil alcançar os objetivos propostos, bem como o sucesso da sua marca no mercado.

Importante ressaltar que o gestor não deve ficar acomodado. Afinal de contas, o capital humano está em constante transformação.

6 – A liderança

O líder é uma figura essencial na gestão de pessoas, já que ele gera a motivação dos colaboradores. Ou seja, é um cargo que vai além de orientar tarefas, mas sim, busca orientar os funcionários, encorajá-los e resolver eventuais conflitos.

Por esse motivo, o gestor de pessoas deve reconhecer os líderes potenciais da empresa. Em geral, isso pode ser feito com a identificação dos profissionais durante as dinâmicas e o trabalho em equipe.

Um bom líder é conhecido pela sua habilidade de comunicação, flexibilidade, empatia, além de saber desenvolver competências dos liderados.

De nenhuma forma, o líder deve ser visto como um “patrão” ou “chefe” inacessível. Ao contrário disso, é importante que os colaboradores tenham segurança e confiança em seus líderes, sabendo que podem contar com eles quando necessário.

7 – O reconhecimento

Todos nós queremos ser reconhecidos pelo nosso trabalho, principalmente quando nos empenhamos para alcançar os melhores resultados.

A gestão de pessoas sabe disso e, por esse motivo, realiza ações compensatórias aos seus funcionários, justamente para demonstrar esse reconhecimento, aprovação e parabenização pelo bom trabalho.

Aqui, é possível colocar bonificações, como ganhos a mais por vendas realizadas. Mas isso não é uma regra. O reconhecimento pode vir de várias formas, como a promoção de um evento pelas metas alcançadas, uma promoção, etc.

De acordo com um levantamento realizado pela Global Talent Trends, nos dias de hoje, os colaboradores têm algumas prioridades quanto às recompensas.

Eles gostam de obter liberdade para fazer horários mais flexíveis, ou até mesmo trabalhar em home office, para conciliar a vida profissional e pessoal.

Além disso, os funcionários se sentem recompensados quando a empresa demonstra compromisso com a saúde ocupacional, seja ela física, mental, emocional ou financeira. Por esse motivo, os programas de bem-estar nas empresas são cada vez mais populares.

Conclusão: pilares da gestão d

e pessoas

A gestão de pessoas é uma área muito importante para todos os tipos de empresas. Afinal de contas, o mundo é feito de pessoas e, por esse motivo, devemos nos sentir bem no local de trabalho, para contribuir com a produtividade do negócio.

O artigo de hoje trouxe alguns dos principais pilares da gestão de pessoas que norteiam o desenvolvimento de iniciativas de comunicação interna, endomarketing, dinâmicas e trabalho em equipe, aprimorando as equipes.

Desse modo, os colaboradores se sentem ainda mais satisfeitos em seu local de trabalho e a cultura organizacional das empresas se torna uma referência no mercado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!

Segurança do trabalho Guia passo a passo para montar a SIPAT
, , ,
Quando é necessário substituir os equipamentos de proteção individual?
Mapa de Risco: o que é mapa de risco e por que usá-lo?

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu