Blog Realizarte Palestras

Falando de Saúde, Segurança do Trabalho e Motivação!

riscos ergonômicos debate entre pessoas

Entenda o que são riscos ergonômicos e saiba como preveni-los na sua empresa

SIPAT online

Quem é responsável pela segurança do trabalho ou pela saúde ocupacional em uma empresa precisa estar atento aos riscos ergonômicos. Eles podem até parecer pouco nocivos em um primeiro momento, mas são capazes de causar grandes problemas aos funcionários de uma instituição.

Neste post, você sabe mais sobre os riscos ergonômicos, bem como uma série de táticas que podem ser adotas para preveni-los em seu trabalho. Vamos lá?

O que são riscos ergonômicos?

Podem ser considerados riscos ergonômicos, todas as ocorrências ou eventos que interfiram no equilíbrio do exercício profissional, sobretudo no que se refere ao conforto e bem-estar dos colaboradores, como os acidentes de trabalho.

Vale ressaltar que, embora muitas pessoas tenham a ideia de que os riscos ergonômicos existem apenas para os colaboradores que trabalham em condições insalubres — como os operários das indústrias —, eles também estão presentes em escritórios e ambientes aparentemente inofensivos.

Os erros de postura ao sentar e se posicionar em frente ao computador, por exemplo, também são considerados riscos ergonômicos, já que o trabalhador pode adquirir problemas de coluna ou dores nas costas. Até mesmo a maneira de utilizar o mouse pode representar um risco, uma vez que alguns modelos desse acessório — como aqueles muito pequenos — não têm um formato que favorece o conforto dos ossos e articulações das mãos.

Como evitar os riscos ergonômicos em uma empresa?

Para que você saiba como evitar os riscos ergonômicos na sua empresa, nós elaboramos uma série de dicas. Acompanhe, a seguir.

Conscientize os colaboradores sobre a ergonomia

É importante que seja implantada uma cultura na empresa, em todos os setores, que trate a ergonomia como um fator primordial. Para isso, você pode fazer campanhas de comunicação interna, como palestras e o desenvolvimento de informativos que tragam informações sobre o assunto. Os materiais produzidos podem trazer dicas sobre como se posicionar no decorrer do dia e a importância de fazer alongamentos no intervalo do trabalho, por exemplo.

Verifique a iluminação do ambiente de trabalho

Você sabia que boa parte da fadiga no trabalho pode estar relacionada à sobrecarga que os olhos recebem? Isso mesmo! Nosso organismo é predisposto a se sentir desconfortável quando os olhos precisam fazer muito esforço para enxergar o que está a nossa volta.

É por esse motivo que os locais de trabalho precisam ser bem iluminados, não apenas com luz artificial, mas se possível, também com a luz natural. Por isso, é importante que o ambiente conte janelas, as quais devem estar sempre abertas, favorecendo também circulação do ar.

Faça uma análise ergonômica do trabalho

Conhecida pela sigla EAT, a análise ergonômica do trabalho baseia-se na ideia de identificar possíveis riscos que os ambientes oferecem aos trabalhadores, uma vez que cada organização é única e, por isso, pode ter riscos exclusivos. Para que a EAT seja realizada, recomenda-se a participação de um time completo de profissionais da área, como médicos, engenheiros do trabalho, enfermeiros e técnicos de segurança do trabalho.

Dinâmicas para SIPAT

Esses profissionais fazem um mapeamento dos riscos e, a partir disso, desenvolvem ações preventivas que devem ser aplicadas e informadas aos colaboradores para combater as condições adversas à saúde.

Quais são os riscos ergonômicos mais frequentes nas empresas?

Tão importante quanto compreender o que são riscos ergonômicos é saber quais deles são os mais comuns nas empresas. Assim, você pode adotar medidas preventivas para evitar que eles ocorram na sua organização. A seguir, comentamos alguns dos riscos ergonômicos mais comuns nas empresas. Confira!

Postura inadequada

Entre as principais queixas e motivos para que os colaboradores faltem o trabalho é a dor nas costas ou em outras partes do corpo. Na maioria dos casos essas dores são oriundas da má postura ao sentar ou executar as suas atividades, no caso de operadores de máquinas, por exemplo.

Para evitar esse tipo de problema, é essencial que a empresa invista em mobiliário que incentive a postura adequada. Por exemplo, é preciso adquirir mesas e cadeiras que proporcionem uma postura ereta ao se sentar. Já no caso das linhas de produção, existem itens como mesas reguladoras a ar que evitam que um operário precise se abaixar para pegar as peças que precisa para colocar em uma máquina, por exemplo.

Repetição de movimentos

Uma famosa cena do filme “Tempos modernos”, estrelado por Charlie Chaplin mostra um operário que sai repetindo os movimentos de apertar um parafuso automaticamente, depois de passar muito tempo realizando essa atividade em seu trabalho.

Na realidade, pode acontecer algo parecido: a Lesão do Esforço Repetitivo (LER), um dos principais problemas laborais das empresas. Trata-se de uma doença que limita os movimentos e causa inflamações nas regiões do corpo que precisam repetir muitas vezes um mesmo movimento. Para evitar esse problema, fazer paradas estratégicas e ter períodos de descanso adequados é fundamental. Outra alternativa é praticar a ginástica laboral.

Ritmo acelerado de trabalho

É claro que existem situações em que o trabalho é mais acelerado do que outras, mas isso não pode ser constante pois resulta em algo patológico. O excesso de tarefas gera estresse psicológico e físico. Por sua vez, o estresse pode desencadear outras doenças mais graves como a depressão, a ansiedade, hipertensão arterial, úlceras gastrointestinais, entre outras.

Grandes jornadas de trabalho

Trabalhar por longos períodos sem o devido descanso também é um risco ergonômico. Isso se justifica porque o esforço físico ou mental em exagero também pode gerar estresse e fadiga. A síndrome de bournot, como é conhecido o quadro de esgotamento profissional, é uma doença laboral grave e pode causar consequências irreversíveis nos colaboradores da sua empresa.

Iluminação deficiente

A iluminação nos ambientes de trabalho precisa ser eficiente, pois isso evita a ocorrência de acidades. A baixa luminosidade pode causar fadiga visual e fazer com que os colaboradores não consigam enxergar o que se passa ao seu redor. Sem enxergar bem o ambiente, é mais provável que o funcionário sofra acidentes de trabalho, principalmente ao operar máquinas pesadas. Por isso, as luzes devem ser posicionadas estrategicamente, principalmente nas linhas de produção.

Esperamos que você tenha gostado do nosso post sobre riscos ergonômicos e tenha compreendido como preveni-los em sua empresa. Assim, você garante muito mais qualidade de vida para os colaboradores e mais lucratividade e produtividade para a organização.

Realizar palestrar é um dos melhores meios para conscientizar os funcionários, que também precisam fazer a sua parte para prevenir os riscos ergonômicos. Nós da Realizarte Palestra podemos ajudar nesse sentido. Entre em contato com a gente para saber como podemos ajudá-lo!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!

Segurança do trabalho Guia passo a passo para montar a SIPAT
, , ,
Como organizar uma Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho (SIPAT) eficaz?
Entenda a importância dos treinamentos de segurança do trabalho

Posts relacionados

3 Comentários. Deixe novo

  • Ronaldo Francisco de Carvalho
    2 de fevereiro de 2018 10:18

    Todas essas informações são muito importante, pois com elas poderemos melhorar e identificarmos melhor com os problemas do dia a dia das empresas.
    Muito agradecido.
    Abraço.
    Ronaldo Carvalho

    Responder
  • “Para evitar esse tipo de problema, é essencial que a empresa invista em mobiliário que incentive a postura inadequada. existe um erro nessa frase, deveria ser “POSTURA ADEQUADA” no final da frase.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu