Blog Realizarte Palestras

Falando de Saúde, Segurança do Trabalho e Motivação!

Anunciando a Qualidade de vida no trabalho

Dicas para aumentar a qualidade de vida no ambiente de trabalho

SIPAT online

Para o senso comum qualidade de vida significa ter tempo pra cuidar do corpo e da alma, distribuir bem as horas do dia entre ofício e lazer, comer de forma saudável e conviver com pessoas queridas.

A ideia é que adotando bons hábitos, a pessoas consigam viver com saúde por mais tempo, levando em conta que a longevidade depende do bem estar social.

Considerando que passamos, no mínimo, um terço do nosso dia no ambiente de trabalho, sem contar o tempo que se leva em deslocamento, podemos concluir que a qualidade de vida deve também estar presente neste espaço.

Fazendo um paralelo da qualidade de vida dentro e fora do ambiente de trabalho, podemos imaginar que, enquanto na vida social a qualidade se reflete no bem estar social e a mais anos de existência, esse mesmo fator no local de trabalho, pode significar maior produtividade.

E qual empresa não deseja maior “eficiência e efetividade” na produção? Por isso, trouxemos 5 dicas de como melhorar a qualidade de vida na sua organização.

1. Cuidar do ambiente físico

Já imaginou trabalhar em uma cidade quente e, por alguma razão, o ar-condicionado parar de funcionar?

Diante disso, espera-se que a administração providencie rapidamente o conserto, afinal não há condições físicas de se trabalhar em um local com muito calor. Aliás, a situação climática de um ambiente pode ser determinante para uma série de conflitos gerada por uma equipe cansada, irritada e sem motivação para trabalhar.

O exemplo serve para ilustrar o quanto um posto de trabalho sem ventilação adequada pode influenciar diretamente o rendimento do funcionário.

Por isso, o primeiro aspecto a ser cuidado, quando se fala em qualidade de vida no trabalho, é o do ambiente físico.

Ele precisa estar arejado, ventilado, bem iluminado e confortável para seus colaboradores compreenderem que tem todas as condições físicas para desenvolver um bom trabalho.

2. Estimular o bom relacionamento

O posto de trabalho reúne um grupo de pessoas com origens, educação, valores éticos e morais diferentes, mas com o tempo, vamos aprendendo a nos relacionar com cada colega de forma cordial.

Mas para que o trabalho possa render melhor, é preciso cultivar sentimentos que vão além da cordialidade, como admiração e parceria.

E isso não deve partir somente do funcionário, como também e, principalmente, da empresa, que deve investir em eventos de integração e dinâmicas de grupo para fazer com que eles interajam, se conheçam, possam se admirar e trabalhar melhor em equipe.

Dinâmicas para SIPAT

3. Construir uma liderança participativa

Enquanto um líder no modelo “chefe” pode gerar um clima organizacional estressante e de insatisfação, um líder participativo pode fazer toda a diferença em um ambiente de trabalho.

Ele delega, dialoga e reconhece o trabalho dos colaborares o que pode trazer motivação e entusiasmo ao funcionário.

Além disso, esse tipo de líder possui como característica colocar a mão na massa, instruindo e motivando os colaboradores com o exemplo do seu profissionalismo.

Também costuma mostrar que o trabalho em equipe é o melhor caminho para se chegar a um resultado produtivo e eficiente.

4. Valorize os profissionais

Um profissional valorizado se sente no dever de dar o melhor de si à organização. Por isso, a empresa deve investir em capacitação, bônus e gratificações por atendimento de horários e, principalmente, por produtividade.

Procure organizar um plano de carreira que possibilite o avanço do colaborador para degraus mais altos e remuneração maior.

Assim, a organização terá chances de conhecer o melhor do funcionário, sua vontade e disposição para assumir responsabilidades e, quem sabe até, de se tornar uma liderança no futuro.

A motivação pode ser estimulada a partir da possibilidade de crescimento na carreira, de evolução técnica, e também do reconhecimento do trabalho por parte empregador.

Por isso, a importância de colocar o colaborador como centro das atenções e se voltar para a formação e a capacitação adequadas.

5. Investir em Segurança do Trabalho

Todas as indicações que listamos tem uma condição essencial que não pode passar despercebida: a segurança do trabalho. Sem ela, todas as outras ficam ameaçadas.

A saúde e a segurança do trabalho perpassam pelo uso de equipamentos de segurança (EPI), sinalização dos locais de trabalhos, manutenção das máquinas, cuidado com iluminação e ventilação dos postos e capacitação.

Por isso, além de cumprir as exigências legais, a SST vai proporcionar à empresa uma reputação importante tanto para funcionários como para o ambiente externo, se tornando um elemento fundamental para a melhoria da qualidade de vida.

É nesse campo que entram ações de conscientização como a SIPAT, os diálogos diários e as formações permanentes. É o aprendizado constante que vai permitir a internalização do conhecimento e o comportamento proativo do funcionário que, assim, colabora com a sua qualidade de vida e a dos seus colegas.

Estamos aqui pra te ajudar. Entre em contato pelo nosso site e vamos conversar. Podemos montar uma capacitação diferenciada para seus colaboradores. Fica a dica!

Quer receber conteúdos de qualidade?

Inscreva-se em nosso newsletter e seja o primeiro a receber todas as novidades que surgirem por aqui em seu e-mail!

Segurança do trabalho Guia passo a passo para montar a SIPAT
, , ,
CIPA qualificada: qual a importância para as empresas?
Quais as principais soft skills no mercado de trabalho pós-pandemia?

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Menu